sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Conversa entre amigos

Um dia pensei que queria muito uma coisa. Nesse dia duvidei que isso alguma vez pudesse acontecer.

Dias depois tentei não desejar aquele desejo que era impossível, mas um ano mais tarde disse a mim mesma: é possível e vai acontecer.

Imagem
Um destes dias alguém me perguntou: queres? Pensei: quero? Se quero? Mas será possível? E depois lembrei-me de ter lido “se consegue pensar naquilo que quer e fazer com que esse seja o seu pensamento dominante, vai mesmo conseguir tê-lo na sua vida” Rhonda Byrne in O Segredo e respondi: sim QUERO!

E é assim que embarco numa viagem diferente. É assim que me arrumo para mais uma etapa de vida.

Estou a focar-me, a concentrar a minha energia para aquele desejo que agora é real para mim.




Por isso não tenho escrito aqui. Por isso vou suspender a minha atividade no Suspiro de Coruja.

Acredito que há um tempo para tudo e que devemos priorizar para conseguirmos viver plena e conscientemente.

Esta viagem, a que começo agora, não é uma mudança interior, é uma mudança exterior que me proporcionará um grande desenvolvimento interior e crescimento pessoal se me dedicar e me focar no que vou aprender e conhecer. Quero fazê-lo! 
Imagem

Não acredito que conseguimos fazer tudo, tudo. Acredito que conseguimos fazer tudo aquilo que é importante para nós se soubermos o que de facto é importante para nós. E para mim, agora, nesta fase, o importante é dedicar-me e focar-me.

Antes porém queria dizer-te mais uma coisa:

Sabes quando te sentes ansioso e nervoso? Aqueles momentos em que parece que no teu peito se vive uma batalha intensa? 

Esses momentos só existem porque tu permites. Não é nada do exterior que gera essa emoção, é a forma como tu lidas com os acontecimentos e com os teus pensamentos.

O segredo? Desapega-te! Desliga-te do teu pensamento, tu és muito mais do que o teu pensamento, não deixes que o teu ego/mente te controle. Liberta-te.

Algumas dicas que resultam sempre bem comigo e que me têm proporcionado uma vida mais tranquila e plena:

- Mantém-me mais tempo offline - as redes sociais (precisas mesmo delas todas?) e a televisão são para teu entretenimento, não  para te manter preso e sempre disponível. Não sejas tontinho, nada disso te trará felicidade e bem-estar, apenas a ilusão de descanso.

Imagem
- Tenta estar sempre a aprender - não precisa de ser algo grande, mas procura nutrir-te intelectualmente, aprende a fazer uma comida diferente, uma língua estrangeira, descobre a obra de um pintor, uma técnica de organização pessoal, enfim....

 - Organiza-te, mas não exageres! - teres a tua vida organizada com listas e um bom sistema de organização pessoal e planeamento [já sabes eu adoro o Bullet Journal] será um bom caminho para avançares sem grandes percalços, mas acredita (tenho pesquisado e experimentado bastante neste campo e a minha conclusão por experiência própria é esta) exagerares só te vai gerar ansiedade e irritabilidade. Em vez de viveres o dia-a-dia, vais estar sempre a olhar para as tuas listas e para a tua organização. Deixa fluir. Aceita. A tua organização é para te ajudar, não para te aprisionar.

- Mantém-te vigilante quanto aos teus pensamentos e às tuas emoções - podes utilizar a técnica de Augusto Cury (duvida do teu pensamento/emoção; critica o teu pensamento/emoção; decide se queres continuar com esse pensamento/emoção).

 Ama os outros e a ti mesmo - não peças aos outros que façam o que tu queres que eles façam, aceita-os como eles são. Não faças o que os outros querem que tu faças, aceita-te como tu és. Cada ser humano é maravilhoso como é e está a viver o momento que é certo para ele. Está grato por isso e pelas pessoas que tu gostas estarem na tua vida, mesmo que não sejam totalmente como tu gostarias que fossem.
Imagem

- Observa os pormenores e vive pelos sentidos - quando vais na rua segue o teu caminho com o teu olfato atento (a terra molhada, a maresia, o pão quente), a tua visão focada (as cores das flores, o cinzento das nuvens em dia de chuva), o teu paladar bem apurado (a frescura da água fria, o conforto de uma bebida quente), a audição desperta (o riso das crianças, o vento nas folhas das árvores) e o tacto consciente (o macio das roupas de lã, o rugoso da casca da laranja). Vive o agora, pelo agora e viverás com um sorriso constante.

- Encontra o teu Rumo - não interessa qual é a moda da atualidade, nem o que toda a gente faz ou o que tu achas que deverias fazer. Faz apenas aquilo que for preciso para te aproximares mais da pessoa que tu és. Sê verdadeiro e recolhe o tesouro que é viveres em harmonia contigo próprio. 


Não te esqueças: O dia mais importante é o hoje, não o deixes fugir, vive-o com intensidade.

Até breve...amigo, vais no meu coração!

Imagem

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

O que é isso da igualdade?


A igualdade, engodo dos engodos, que, sob a forma de justiça ideal, tem paralisado tantas vontades de homens, tantos cérebros geniais, é a maior das injustiças e, aparentando salvaguardar a liberdade, é a pior das tiranias. 

Paolo Mantegazza


Imagem


Parece-te um exagero?
Vê bem:

Dois irmãos são dois seres distintos, com necessidades diferentes. Tratá-los com igualdade, como seres iguais é atrofiar a individualidade de um deles.

Dois colaboradores são dois seres distintos, com mais valias diferentes. Tratá-los com igualdade, como colaboradores iguais é menosprezar a singularidade de cada um deles.

Dois amigos são dois seres distintos, com diferentes características. Tratá-los com igualdade, como amigos iguais é desvalorizar a razão principal para o laço da amizade. 

A igualdade no tratamento dos outros indivíduos é uma defesa que o próprio usa para evitar ser acusado de preferência. A igualdade no tratamento é, por isso, apenas uma forma de sermos agradáveis connosco próprios, sendo totalmente desiguais e injustos com os outros.

Tu és um ser individual e singular, é por isso que és tão fascinante. Espero que te tratem como tal!